Carlos Alberto Duran

AGA photo`s from Carlos Alberto Duran

Brazil

 

Para quem acha que a AGA foi só gases – olha a arvore de evolução ao longo dos anos, destaque para os Geodímetros e Teodolitos

A razão social da empresa passa a ser Cia. AGA do Brasil

Se queremos histórias. – . então vamos lá- O jovem TED em 1963 na Universidade de Perdue no curso de Engenharia.

faleceu no dia 12 de Março de 1993

1915 – Constituída na Suécia a Cia. Brasileira Gas Accumulator, para instalação de uma fábrica de acetileno para atender os serviços de sinalização náutica no Rio de Janeiro.
1920 – A razão social da empresa passa a ser Cia. AGA do Brasil.
1923 – Adquirida a Fábrica de Aço Paulista Holmberg & Beck para utilizar sua cota de energia elétrica e instalar uma fábrica de oxigênio e outra de acetileno, em São Paulo.
1926 – Constituída a empresa Cia. AGA Paulista de Gás Acumulado para produzir oxigênio e acetileno.
1927/1928 – A Cia. AGA do Brasil instala duas fábricas de oxigênio no Rio de Janeiro.
1944 – A AGA entra no ramo hospitalar e lança aparelhos medicinais, especialmente para o tratamento da poliomielite e distúrbios respiratórios.
1955/1956 – A Cia. AGA do Brasil é incorporada pela Cia. AGA Paulista de Gás Acumulado e a sede da AGA passa a ser em São Paulo. Instalada a filial do Recife, para atender à região Nordeste.
1957 – A AGA introduz no Brasil os cilindros OKMIL, de maior capacidade de estocagem do gás na fase gasosa e precursor do fornecimento dos gases na fase liquefeita.
1961 – Inaugurada a primeira fábrica de óxido nitroso na América do Sul, localizada na unidade Anchieta, da AGA, em São Paulo.
1966 – Constituída a AGANOR Gases e Equipamentos Ltda, em Pernambuco, com projeto aprovado para construção de uma fábrica de acetileno.
1973 – A AGA inicia um programa de fortes investimentos.
1974 – A Cia. AGA Paulista de Gás Acumulado passa a ter a razão social AGA S.A. É inaugurada uma Unidade de Produção de Oxigênio em Contagem/MG.
1976 – Inaugurada a unidade de gases do ar da AGANOR, em Pernambuco, para produção de oxigênio, nitrogênio e argônio.
1981 – Entram em operação a fábrica de acetileno e um centro de distribuição de cilindros, no Rio de Janeiro.
1988 – Instaladas unidades no Rio Grande do Sul, na Bahia, em São Paulo e em Minas Gerais.
1989 – Inauguradas as unidades de Gases do Ar em Cubatão e de hidrogênio em Itupeva, ambas em São Paulo.
1993 – Inaugurada a unidade de Jundiaí/SP, para produzir acetileno, óxido nitroso, gases especiais, misturas gasosas para soldagem e corte, hidrogênio e AGA Thermolene™, além de ser um Centro de Distribuição de Cilindros.
1994 – A AGA torna-se o maior fornecedor de hidrogênio comercializado em carretas do País e conquista seu primeiro certificado ISO 9002 para a unidade de Gases do Ar de Cubatão.
1997 – Inaugurada unidade de produção de Dióxido de Carbono no Rio de Janeiro